Archive for the ‘Residuos’ Category

A Meia Maratona dos Conquistadores não “conquistou” boas práticas ambientais entre os participantes e organizadores.  As ruas junto ao Multiusos estavam (ao final desta tarde) infestadas com garrafas plásticas, como as imagens documentam.

A vereação do Ambiente tem de agendar reunião com a vereação do Desporto para os imbuir do “espírito” da Capital Verde Europeia.

Meia maratona

O caminho da horta

Posted: 2013/06/21 by manifestoverde in Residuos
Etiquetas:,

O caminho pedonal que liga a cidade (Cruz de Pedra) à horta pedagógica, é desde há muito (demasiado) uma lixeira.

O município tem conhecimento do assunto, e vai sendo tempo de passar das promessas aos atos.

Caminho

Lixeiras

Lixeira Municipal de Monchique

Posted: 2012/08/20 by zefrancisco in Residuos

Em maio de 2011 escrevi o artigo Lixeira Municipal  para expor um atentado ambiental praticado pela Câmara Municipal de Guimarães. Estou em crer que não fui contundente e explicito o suficiente, quer para suscitar a devida indignação dos vimaranenses, quer para motivar uma mudança de atitude por parte dos responsáveis, pelo que o problema persiste e agrava-se. 

Assim, decidi partilhar a minha indignação contando a história que a fez crescer.

Em finais de 2009, a propósito do “Limpar Portugal”,  sinalizei uma lixeira em Monchique, junto ao horto municipal, que para minha surpresa verifiquei ser da responsabilidade de funcionários da CMG, os únicos com acesso ao terreno, pertença da CMG.

 

Por sugestão da CMG, e com a promessa de a limparem com meios próprios, esta lixeira não foi limpa pelos voluntários do “Limpar Portugal”.  Apesar do compromisso, apenas o lixo “grosso” foi removido, e dois meses após a data do “Limpar Portugal” o cenário era o que se pode ver na imagem abaixo.

O que se passa afinal nesse terreno?

O terreno tem servido nos últimos anos para que os serviços da CMG depositem e queimem residuos provenientes dos espaços verdes do concelho. Um autentico aterro sanitário ilegal, promovido pela CMG.

As descargas
Ao tirar estas fotos, na semana passada, fui intimidado com ameaças de processos judiciais e chamadas para a GNR, ao que respondi que ” sim chamem a GNR, de preferência o SEPNA.”

Os criminosos
Se duvidas houvesse sobre quem é responsável pelas descargas, poderiamos sempre analisar a proveniência dos residuos pelo seu conteudo, onde podemos encontrar alguns uniformes velhos de funcionários da CMG.

Que resíduos são lá depositados?

Residuos verdes
Podas de árvores, residuos horticolas, limpeza de bermas. Será que ninguem ouviu falar em compostagem ou valorização energética?

Residuos do cemitério
Em alguns municipios de Portugal já existe separação e valorização deste tipo de resíduos.

Sacos plásticos
Serão muitas centenas, os sacos plásticos enterrados os espalhados pelas arribadas do terreno. Muitos deles contendo apenas folhas ou relva, que podiam ser despejados no local e reutilizados, poupando o ambiente e o erário público.

Outros residuos
Por incrivel que pareça aparecem por lá todos os tipos de residuos, como as imagens documentam.

O que fazem aos resíduos?
Após o despejo dos resíduos, e quando a quantidade já o justifique, eles são empurrados por uma máquina com pá para a arribada, contribuindo para o aumento do aterro. São ainda utilizadas queimadas para eliminação dos resíduos.

As queimadas
Para eliminar alguns dos resíduos são utilizadas queimadas que por vezes se descontrolam, queimando também as árvores do monte adjacente.

O aterro
As toneladas de resíduos depositados no local vão tomando o lugar das árvores e plantas.

Conclusão

O que se passa em Monchique são factos graves e até criminosos, mas o que mais me preocupa são os sintomas que eles evidenciam: sintomas de “insensibilidade ambiental“. Uma “doença”, que sendo os pacientes responsáveis pelo ambiente do município, tem de ser encarada como muito perigosa.

Basta de indiferença.

PS – Este é um artigo que só a mim responsabiliza e corresponde à versão polida da minha opinião.

José Cunha

Lixeira Municipal

Posted: 2011/05/06 by zefrancisco in Residuos
Etiquetas:,

Em Guimarães temos uma lixeira municipal, pois as imagens abaixo retratam resíduos colocados em terreno municipal, por funcionários municipais.

Isto acontece a 500 metros do parque da cidade (foto 3), onde se fazem queimadas “controladas” que por vezes se descontrolam (foto 2).

 Esta situação não é nova, e já foi reportada à CMG faz mais de um ano aquando do projecto “Limpar Portugal”.

       

 

Nova barragem no Rio Ave

Posted: 2011/03/11 by zefrancisco in Residuos, Rios e Ribeiros
Etiquetas:,

BARRAGEM DO ENTULHO

Um rio. Duas margens. Dois campos de futebol. Dois aterros ilegais de entulho de obras.

Tudo isto num local onde o leito do rio estreita, e o declive das margens, já de si acentuado, vai tomando proporções alarmantes por força dos aterros.

 Qualquer dia, de tanto entulho, nasce ali uma barragem: a do “ENTULHO